Durante a 5ª Reunião Itinerante, realizada em Nova Lima, gestores municipais cultura conheceram iniciativas desenvolvidas pelo Governo do Estado e receberam orientações para acessarem projetos. O Encontro periódico, de acordo com o presidente Vítor Penido, "possibilita a criação de soluções coletivas para problemas comuns às cidades da RMBH", frisa.

Representantes das secretarias de Cultura e Educação dos 34 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte trocaram experiências sobre as iniciativas e projetos culturais e conheceram as ações do Governo do Estado desenvolvidas atualmente nessa área, durante a 5ª Reunião Itinerante, realizada em Nova Lima, no dia 27 de setembro. Participaram do evento o prefeito de Nova Lima e presidente da Granbel, Vitor Penido, o prefeito de Matozinhos e vice-presidente da Granbel, Antônio Divino de Souza, além de Márcio Antônio Belém, prefeito de Esmeraldas e diretor da Entidade e o coordenador do Fórum de Cultura da Granbel e secretário municipal de Cultura de Nova Lima, Abílio Abdo. O secretário de Estado da Cultura, Ângelo Osvaldo, representou o Governo do Estado. Ao todo, cerca de 120 pessoas compareceram no encontro.

Ações de cultura contribuem para vencer crise

Vitor Penido explicou sobre a importância da Cultura para a consolidação de políticas públicas em vários outros segmentos e que as reuniões itinerantes são uma grande oportunidade de criar soluções para a crise nacional. "Falar em cultura é possibilitar o acesso supremo às artes, e nós da Granbel vamos fazer nosso dever de casa para transformar a vida dos mineiros. Esses encontros possibilitam a troca de opiniões e o compartilhamento de experiências que, com criatividade, contribuem para vencer a crise que os municípios de Minas e do Brasil estão vivendo", afirmou.

Em seu momento de fala, o vice-presidente da Granbel e prefeito de Matozinhos, Antônio Divino, agradeceu a presença e cumprimentou os presentes, dizendo: "Acho importante frisarmos que sempre preocupamos com assuntos importantes no dia a dia das comunidades, mas a cultura merece destaque na pauta de trabalho da Granbel. Como é bom ver que por meio da cultura podemos solucionar grandes questões. É um tema de grande relevância".

Também integrante da mesa composta na reunião, o coordenador do Fórum de Cultura da Granbel e secretário municipal de Cultura de Nova Lima, Abílio Abdo, falou que as Reuniões Itinerantes proporcionam um ganho coletivo a todos os municípios da RMBH, que serve de exemplo às demais cidades do estado.

As Reuniões Itinerantes, promovidas pela Granbel, percorrem periodicamente os municípios da Região Metropolitana para aproximar os gestores municipais e, consequentemente, possibilitar o compartilhamento de experiências e iniciativas de sucesso implementadas nessas localidades.

Projetos Estaduais: Fundo Estadual de Cultura

Na ocasião, o secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo, fez uma longa explanação sobre os mecanismos de fomento utilizados pelo Governo, como a publicação de editais de incentivo e a reestruturação do Fundo Estadual de Cultura, para valorizar a riqueza cultural existente em Minas Gerais. Além disso, Oswaldo ressaltou a importância dos municípios para a construção das políticas públicas do Estado. "Nós da Secretaria de Estado da Cultura temos procurado trabalhar de forma descentralizada, desconcentrar recursos e descentralizar as iniciativas. Há uma participação coletiva, do Estado e dos municípios, na construção de políticas públicas de cultura. Ninguém faz nada sozinho. A Região Metropolitana é muito rica em iniciativas culturais, temos grandes projetos em curso" explicou.

Ângelo Oswaldo informou que, atualmente, o Fundo Estadual de Cultura dispõe de R$ 92 milhões para investimento em projetos, por meio de editais de incentivo, cujos recursos são captados por meio da renúncia fiscal via Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). "Desde o início da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, em 1997, foram levantados mais de R$ 800 milhões para a captação de projetos culturais", lembrou.

Essência do povo mineiro

Durante sua apresentação, Oswaldo também enfatizou o papel dos gestores na valorização da produção cultural, como forma de perpetuar a essência do povo mineiro, além de ressaltar o potencial turístico e cultural do estado.
"Temos que manter todas as nossas manifestações artísticas, culturais e religiosas. É expressão da nossa cultura, que é intrínseca à nossa vida. Essa é a força de Minas. Somos um estado grande, diverso, rico, plural e uno, que possui quatro patrimônios da humanidade: Diamantina, Pampulha, Congonhas e Ouro Preto".
Ângelo Osvaldo

Presidente pede apoio a MP que traz mudanças para a mineração

Como anfitrião do encontro, Penido aproveitou para destacar os avanços conquistados em Nova Lima neste ano e enfatizou que irá reestabelecer os 40 projetos de Governo esquecidos pelas gestões anteriores. Ele pediu também o apoio dos gestores públicos na campanha sobre as mudanças nas regras da mineração, trazidas pela Medida Provisória 789/2017, que está sendo discutida no Congresso. "Essa luta é fundamental para que nossas cidades tenham independência financeira. Convoco a todos para que entrem nessa campanha conosco, pois esse dinheiro contribuirá para a realização de projetos em diversas áreas, inclusive na área cultural", disse.