Os secretários que compõem o Fórum de Educação da RMBH realizaram a segunda reunião Itinerante da área para conhecerem a experiência exitosa do projeto da secretaria municipal de educação de Juatuba.

"Agradeço a Deus por estarmos reunidos aqui, pois é um momento de grande importância para nosso município e para toda a educação da Região metropolitana de Belo Horizonte. É com grande orgulho que tenho o prazer de recebe-los em nossa casa".
Prefeita de Juatuba, Valéria Aparecida de Santos

A coordenadora do Fórum dos secretários municipais de educação da Granbel, Viviane Gomes de Matos, ressaltou no encontro a importância da troca de experiências.

"Além da experiência de Juatuba que deu certo, precisamos conhecer o trabalho de outros municípios; se os municípios trabalharem juntos, vamos avançar e aí vamos um ajudar ao outro além das fronteiras. Quem não tem olhar no Resultado, não alcança as metas".
Viviane Matos

A prefeita Valéria Aparecida disse no Encontro Itinerante do Fórum de Educação que a união entre os municípios ali representados mostra o quanto é importante para melhoria da qualidade de ensino de forma geral. Ressaltou que Juatuba sempre trabalhou para valorizar o servidor.

"Em 2014, no meu primeiro mandato, fizemos a exonomia salarial entre todos os professores da Educação Municipal e através da Lei 11.738 investimos mais nestes profissionais, obtendo motivação e valorizando ainda mais os grupos de estudos com a melhoria salarial".
Prefeita Valéria

Este ano, Juatuba reajustou em 10% os salários dos servidores e mais 6% de progressões.

Valéria afirmou que o município não vai parar de dar atenção à educação. "Nossos investimentos vão continuar e por isso que estamos aqui reunidos. Precisamos trocar ideias e sempre trabalharmos juntos para a melhoria da qualidade de ensino em nosso pais", reforça.

O Secretário Municipal de Juatuba, Islander Saliba Santos, explicou o Projeto do Município: De acordo com Islander, a preocupação sempre constante é acompanhar de perto as escolas municipais com intuito de elevar mais os níveis de excelência em educação do município.

Afirma que a secretaria municipal de educação de Juatuba entende que qualificação, acompanhamento, avaliação e registro são pontos fundamentais para atingir a excelência em educação.

Lei nº 11.738/2008

A Lei estabelece que 1/3 da carga horária semanal dos professores deve ser dedicada para estudo e capacitação. Assim, segundo o secretário Islander, a Secretaria Municipal de Educação, preocupada em não só cumprir a lei, mas também, em fazê-la de forma eficiência, produtiva e voltada a melhoria da qualidade dos nossos professores e das aulas ministradas aos nossos alunos, promove semanalmente grupos de estudos, dentro da carga horária do professor, com duração de 4:20 h/min, em todas as áreas de estudos e anos, sendo coordenado por um coordenador pedagógico, eleito por seus pares, específico para função de planejar juntos aos professores, bem como acompanhar nas escolas as intervenções e ações planejadas em conjunto. Também a preocupação sempre constante de balizar o processo de avaliações trimestralmente e compará-las com as avaliações externas, a fim de detectar as habilidades e competências ainda não consolidadas, bem como demonstrados em gráficos abaixo.

GRUPOS DE ESTUDO

O Secretário explica sobre os grupos de estudo para os ciclos de alfabetização e básico, que são realizados a cada dia, um ano desses ciclos, sendo: segunda-feira: 1º ano de alfabetização; terça-feira: manhã – 5º Ano do ciclo básico e tarde – 2º ano de alfabetização; quarta-feira: 3º ano de alfabetização e sexta-feira: 4º ano do ciclo básico. Afirma que esta ação foi de fundamental importância para a melhoria da qualidade do ensino aprendizado do município, que permitiu a capacitação de 100% dos professores alfabetizadores no PNAIC – Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa, programa do governo federal em parceria com o município.

Os grupos em Juatuba são orientados pelas professoras Cristiana Ramos Lourenço – ciclo de alfabetização e Sandra Aparecida Cunha– ciclo básico. Já os grupos de estudos dos professores dos ciclos intermediário e avançado (6º ao 9º ano do ensino fundamental), acontecem: segunda-feira: Educação Física e Geografia; terça-feira: Ciências; quarta-feira: Língua Portuguesa; quinta-feira: manhã – Matemática e tarde: Língua Inglesa e Artes e sexta-feira: História e Ensino Religioso. Islander acrescenta que nos dias em que os professores estão em grupo de estudo, nos ciclos de alfabetização e básico, eles são substituídos por professores especialistas de Língua Inglesa, Artes, Ensino Religioso e Educação Física, o que melhorou de forma significativa a qualidade desses conteúdos nas escolas, além de ampliar a Língua Inglesa desde o 1º ano do ciclo de alfabetização até o 5º ano do ciclo básico. Para os professores do 6º ao 9º ano, não tem aula daquele conteúdo no dia específico e todos se reúnem na SEDU para estudar, planejar, discutir os temas e trocar conhecimentos com seus pares e seu coordenador.

EDUCAÇÃO INFANTIL

Já para os professores da educação infantil e creches, os encontros acontecem duas vezes ao mês e eles recebem este momento como extensão de carga-horária. Além da introdução na Educação Infantil, a partir de 2017 do professor de educação física em 01 horário para psicomotricidade e para que o professor da Educação Infantil possa encontra-se na escola com o pedagogo. "É preciso que todos os municípios busquem a melhor implementação da Lei 11.738/2008, para que todos juntos possam melhorar a qualidade da educação de Minas Gerais.

"Diante de um trabalho de excelência das escolas municipais e de seus professores temos hoje 93 alunos cursando cursos técnicos de ensino médio e recebendo da secretaria de educação 50% do valor da passagem como benefício do vale transporte intermunicipal".
Islander Santos